Ads Area

Unitel faz aterragem de cabo submarino Na província de Cabinda

Unitel faz aterragem de cabo submarino Na província de Cabinda

Unitel faz aterragem de cabo submarino Na província de Cabinda


 A UNITEL, efectuou no último sábado, dia 11 de Junho na Província de Cabinda a aterragem do Cabo Submarino Norte (UNSC) para a melhoria dos serviços de telecomunicações. 

O projecto UNITEL North Submarine Cable (UNSC) é uma rede planeada de cabos submarinos de fibra óptica, que liga as Províncias de Cabinda e Zaire, através de duas rotas distintas e vai permitir o fornecimento de serviços de telecomunicações móveis ou fixas de alto débito, melhorar o acesso à Internet bem como aos serviços de comunicações empresariais domésticas e internacionais. 

O sistema está desenhado para fornecer serviços a outros operadores de telecomunicações, operadores de serviços de acesso à Internet, sistemas de segurança nacionais e governamentais, sistemas militares e outros. Incluirá também, a possibilidade de fornecimento de serviços de fibra óptica de capacidade elevada a diversas plataformas petrolíferas.

Na ocasião, o Secretário de Estado das Telecomunicações, Mário Oliveira que enalteceu o empenho da UNITEL, disse que o Cabo Submarino Norte aterrado em Cabinda, vai ajudar no desenvolvimento da economia digital do País. 

“No mundo contemporâneo, a economia digital desempenha um papel muito importante no desenvolvimento socioeconómico além de aproximar povos e nações. 

A posição geoestratégica do nosso País e com a instalação desse cabo permitir-nos-á estarmos mais próximos do mundo digital”. 

E o Vice-Governador de Cabinda para o Sector Técnico e Infraestruturas, Guilherme Pereira, disse que com a chegada do cabo submarino à Cabinda, as telecomunicações vão conhecer melhorias substanciais e permitir mais qualidade nos serviços de internet e telefonia móvel na região. 

“Os nossos estudantes, as empresas e a população em geral terão uma vida muito mais facilitada, já não será a mesma”. E o Administrador e Director Adjunto da UNITEL, Amilcar Safeca, que citou um investimento de mais de 60 milhões de Dólares, garantiu que o Cabo Submarino Norte vai melhorar a prestação dos serviços de telecomunicações à população e aos sectores de desenvolvimento do País. 

“Este é um investimento estratégico para o País, dai a importância que a UNITEL dá a esse projecto, na ordem dos 60 milhões de dólares. 

O projecto começou mais cedo, mas a fase de maior investimento foi nos últimos dois anos com as actividades de instalação do cabo que hoje testemunhamos a sua chegada aqui na praia de Cabinda. São dois cabos, esse mais curto de 300 km e outro maior com 600 km de comprimento. 

Tudo isso, é no sentido de aumentar e melhorar a qualidade dos serviços à população e aos sectores de desenvolvimento da Província”, disse. 

Presentes no acto, estiveram ainda o Presidente do Conselho de Administração do INACOM, Pascoal Borges Alé Fernandes e o CEO da Huawei Angola, Edric Chu. 

A primeira fase do projecto tem a conclusão prevista para a primeira semana de Agosto. 

Para a melhora dos serviços de telecomunicações em Cabinda a UNITEL já efectuou no mês de Maio a extensão do sinal 4G, na localidade de Buco-Zau, tendo antes feito em Dinge, Malembo, Malongo e na Capital provincial, Cabinda. Com mais de 14 mil quilómetros de Fibra Óptica por todo o País, a UNITEL tem sido um verdadeiro motor do desenvolvimento tecnológico ao proporcionar uma rede capaz de suportar a transmissão de chamadas de Voz e Dados com qualidade, fiabilidade e velocidade de transmissão, factores indispensáveis para o sucesso e a excelência do serviço prestado aos seus Clientes.

Botão 1

 

Botão 2